O Capítulo do Julian | Uma História de Extraordinário


Vamos a mais uma História de Extraordinário! Agora temos O Capítulo do Julian. Se bem lembram, (quem leu Extraordinário) Julian foi um garoto extremamente mau e praticou bullying com o August. Só de lembrar...
Nesse capítulo, que por sinal, foi publicado primeiro que Plutão (o capítulo do Chris) nos traz toda a história por trás do menino mau, "mentiroso" e dissimulado que é o Julian. Apesar da pouca idade, para uma criança de 11 anos, ele tem bastante maldade plantada em sua cabecinha.  Sabe quele ditado: "Você é fruto do meio ao qual vive"? pois bem, nessa história, vamos descobrir o motivo do Julian ser tal "badboy". 

A R.J. Palácio vem por meio desse capítulo contar a vida de Julian, garoto da alta sociedade de Manhattan, que mora no Upper East Inside e estuda em nada mais, nada menos que na Beecher Prep, uma escola particular e muito famosa. 
Seus pais, Julian e Melissa fazem parte do Conselho Diretor da escola e são muito influentes em suas ações. É aí que entra a peça chave do quebra cabeça. Os pais!

Tudo começa nas férias. Se voltarmos a Extraordinário, também iremos lembrar que o Sr. Buzanfa, reitor do colégio, ao aceitar August na Beecher Prep, convocou uma comissão de boas vindas. Reuniu três alunos para apresentar o colégio a August e fazê-lo se sentir a vontade na nova escola. (Ele nunca tinha ido a uma!). Julian, foi um dos garotos escolhidos. Mas perguntamos: como, se ele é um menino mau na história? Então, podemos falar que ele não era mau até se deparar com algo que o "ameaçou".

Em O Capítulo do Julian, vamos passar em "tempo real" na história de Extraordinário. Desde a Comissão de Boas Vindas até o final do ano letivo. Estaria tudo bem para Julian se Auggie fosse um garoto normal, (ele é!), mas digamos que sua aparência não é a mais bela que já ouvimos falar. Julian por sua vez, aparenta ser um menino valentão, mas por trás, esconde um garotinho altamente medroso e que tem pesadelos se assistir a filmes de terror. Por conta da aparência de Auggie, os pesadelos se intensificaram e ele, achou por bem maltratar o garotinho gentil e doce que é o August.
Julian também estava acostumado a ser o garoto popular da escola. Vendo o seu posto ser ameaçado, começa uma onda de maldades para com o August, coisas muito ruins. Desde criar uma "peste" que seria uma doença mortífera de quem tocasse no garoto, até bilhetes maldosos jogados em seu armário.
Mas o que existe em relação aos pais? Pois bem, os pais do Julian são extremamente preconceituosos em relação a entrada do August na escola. A mãe, Melissa, principalmente. Quer a todo custo que o garoto saia da escola porque a Beecher Prep não é lugar para garotos como ele. Melissa por sua vez, fica tentando convencer as mães da escola a tomarem alguma posição sobre o assunto. Algumas aceitam, outras, nem tanto. 
Os pais exercem um papel importante na formação de uma criança. E as atitudes dos pais do Julian, em especial a mãe, foi um fator agravante para o bullying ir tão longe.  A cada choro inventado, a cada história retorcida de algum acontecimento, a mãe do Julian fazia questão de apoiar o garoto e dar-lhe razão em tudo. A criança cresceu achando que suas atitudes eram certas e acabou saindo do controle.  De uma suspensão, um veto de participação de um acampamento e histórias inventadas para esconder as atitudes reprováveis do filho, em férias na casa de sua avó França,  Julian vai descobrir que a gentileza está presente em sua família e mais forte do que ele imagina. 
Nesse capítulo envolvente, também iremos nos deparar com a história da mãe do pai do Julian. Judia, sobrevivente do holocausto da II Guerra Mundial, ela vai contar ao Julian um história jamais contada e mostrar que a futilidade de ações e poder não está nem perto de uma gentileza que pode salvar uma vida. 

Mais uma vez, os personagens de Extraordinário nos ensinam uma lição: Perdoar-se. Recomeçar. Admitir os próprios erros. Ser capaz de pedir perdão ao seu próximo. E o mais importante: Aprender com o erro e jamais tornar a repeti-lo. 



Título: O Capítulo do Julian | Uma História de Extraordinário
Autora: R.J. Palácio   
Páginas: 96 
Editora: Intrínseca    
Ano: 2014
Formato: E-book (exclusivamente) 




Share this:

, , , , , , , , ,

COMENTÁRIOS

10 comentários:

  1. Eu preciso parar pra ler extraordinario, só ouço elogios mas sempre enrolo pra comprar.
    beijos, Thainá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia! Em uma tarde vc lê! É uma história linda. E a leitura envolvente. Beijos.

      Excluir
  2. Ainda não tive oportunidade de ler os contos extras do livro de Extraordinário, mas acredito que vou começar por este. Acho que a sacada da autora foi realmente genial, pois recente fiz um estudo na faculdade a respeito de comportamentos disfuncionais em crianças, como o bullying, e em geral um dos principais motivos apontados pelas pesquisas feitas até o momento é de que circunstâncias envolvendo a família em geral estão presentes. E nós bem sabemos com os pais são grandes responsáveis em serem formadores de opinião em seus filhos. Adorei a resenha e aumento ainda mais minha curiosidade!

    Beijos,
    Bia.

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia!
      Também achei genial a autora abordar esse assunto. Muitas das atitudes do Julian são explicadas nesse conto. Pode começar por ele. O Plutão é bem independente. Espero ver sua resenha sobre ele em breve.
      Beijos.

      Excluir
  3. Eu sou a única pessoa na face da terra (exagerando) que ainda não leu Extraordinário, não por falta de vontade, mas apenas que estou priorizando minhas compras e leituras. Mas não vejo a hora de finalmente conhecer Auggie e todos os que os cercam, e talvez até leia esse também. Adorei o post, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia logo, rapaz.
      Um livro curto e de leitura super envolvente. Não vai se arrepender se passar na frente de algum.
      Beijos.

      Excluir
  4. Oi Aline,
    Ótima resenha! Eu comprei Extraordinário esses dias e to me habituando nas continuações antes de ler.
    Gostei dessa ideia da autora - que eu pensava que era autor haha - tenha explorado o ponto de vista do 'vilão'.
    Só pela sua resenha dá pra sacar uns pontos por ele ser como é =/

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo!
      Você vai amar o mundo de 'Extraordinário". E esses contos são de sacadas incríveis. Beijos e obrigada!!

      Excluir
  5. Não me mate rs, mas preciso ler "Extraordinário" para ler essas histórias e ficar por dentro ;)
    Adoro essas lições que saem desse mundo extraordinário!
    Beijos
    Dri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :matando tuu: kkk
      Oh mulher, é tão lindo.
      Vc vai amar.

      Excluir